TravelBI
Home / Turismo em Portugal / Turismo em Números | 2019

Publicação

março 08, 2022
Maria Leonor Silva
Aeroportos de Portugal , Instituto Nacional de Estatística , Turismo de Portugal

Turismo em Números | 2019

turismo em portugal turismo em números aeroportos portos marítimos alojamento

O Turismo em Portugal é uma atividade determinante para o desenvolvimento económico e social do país. ​

O ano de 2019 mostrou que, em termos de procura, atingiram-se máximos históricos: 70,2 milhões de dormidas (+4,6% face a 2018) e 27,1 milhões de hóspedes (+7,9%).​​

Houve um crescimento mais acelerado do mercado interno (+8,1% hóspedes nacionais) em relação ao mercado externo (+7,8% hóspedes estrangeiros), ainda que os estrangeiros tenham sido responsáveis por 71,2% da ocupação, contra 28,8% dos nacionais.

A Europa foi responsável por 78,7% das dormidas turísticas de estrangeiros em Portugal (+0,9% face a 2018) e os resultados mostram, ainda, uma clara aposta na diversificação de mercados, com crescimento expressivo dos mercados americanos (+16,5%, face a 2018) e asiáticos (+16,9% face a 2018). Mais uma vez o Reino Unido destacou-se como o principal mercado internacional neste indicador com quota de 19,1%.

As receitas geradas pelos turistas internacionais atingiram 18,4 mil milhões €, mais 8,1% do que em 2018, o equivalente a mais 1,3 mil milhões €, contribuindo de forma decisiva para o equilíbrio da balança turística.

Ainda, em termos económicos, as receitas do turismo representaram 8,6% do PIB (+0,3 p.p. face a 2018), mais de metade das exportações de serviços, ou seja, 52,3% (+1,2 p.p. face a 2018) e 19,7% das exportações globais (+0,7 p.p. face a 2018), reforçando o posicionamento do turismo como a principal atividade exportadora do país.

Foram alcançados 4,3 mil milhões € em proveitos globais e 3,2 mil milhões € em proveitos de aposento, tendo ambos crescido a um ritmo semelhante face a 2018 (+7,8% e +7,9%, respetivamente).

O rendimento médio por quarto ocupado (ADR) registou 88,8€, o que significou um aumento de +2,7% face a 2018 e o rendimento médio por quarto disponível (RevPar) atingiu o valor record de 49,4€ (+1,9% face a 2018).

Em termos de fluxos nos aeroportos, registaram-se mais de 70 milhões de lugares disponíveis (+7,2% face a 208) e mais de 29 milhões de passageiros desembarcados (+6,9% face a 2018), registando-se um Load Factor de 83,5%.