TravelBI
Home / Mercados / Países Baixos
Última atualização: abril 2024

PAÍSES BAIXOS

Perfil do mercado

População e caracterização socioeconómica

Os Países Baixos são um país com 17,88 milhões de habitantes em 2023, estimando-se que, em 2028, possa atingir os 18,38 milhões.

Em 2023, os Países Baixos foram a 18.ª maior economia a nível mundial, de acordo com os dados da GlobalData Macroeconomic.

Dimensão e caracterização do turismo para o estrangeiro

Os Países Baixos posicionaram-se como o 7.º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, tendo gerado 32 milhões de viagens em 2023, o que representa uma quota de 3,7% do total da procura turística mundial, segundo a Globaldata. 

Em 2023 as saídas de turistas dos Países Baixos para o estrangeiro registaram um crescimento considerável (+16,2%) face ao ano anterior após um crescimento expressivo em 2022 (+86,2%), mas em 2023 apresentam já um nível superior ao registado em 2019 antes da pandemia (+8,3%). Cerca de 90,0% do total dos fluxos de outbound estão concentrados no continente europeu.

Nesse ano, segundo a Globaldata, o TOP 10 dos destinos dos turistas dos Países Baixos quando viajam para o estrangeiro: França (quota: 15,7%), Alemanha (15,7%), Espanha (13,0%), Itália (8,0%), Bélgica (7,9%), Áustria (7,2%), Reino Unido (5,4%), Turquia (3,7%), Grécia (3,6%) e Dinamarca (2,8%). Portugal posiciona-se no 11.º lugar com uma quota de 2,1%. 

As principais regiões emissoras de turistas para o exterior dos Países Baixos são Holanda do Sul (quota 23,7%), Holanda do Norte (18,6%), Brabante do Norte (14,8%), Guéldria (11,1%) e Utreque (9,2%). Estas 5 províncias concentraram 77,4% do total das saídas dos turistas neerlandeses para o estrangeiro. As 2 cidades com maior população estão na província da Holanda do Sul (Roterdão e Haia) e a outra cidade está na Holanda do Norte (Amsterdão).

Por sua vez, 45,9% das viagens ao exterior realizadas pelos turistas dos Países Baixos foram por via aérea, 53,1% reportaram a viagens por via terrestre e 1,0% através de viagens marítimas, em 2023. A estada média no estrangeiro foi de 10,3 dias. Os turistas dos Países Baixos viajaram em família (33,6%), casal (27,9%), grupo (20,0%) e individualmente (18,5%); sendo a faixa etária dos 50 aos 64 anos a mais representativa (quota: 27,2%) seguida da faixa dos 35-49 anos (19,8%).

A motivação Lazer concentrou, em 2023, 87,9% do total das viagens dos residentes dos Países Baixos ao estrangeiro (inclui Lazer e Visit Friends and Relatives), seguida pela motivação de negócios que concentrou uma quota de 10,6%. 

Em termos globais de sazonalidade, as deslocações dos residentes dos Países Baixos ao estrangeiro distribuem-se em: época alta (julho a setembro) com 32,5%, época baixa (janeiro, fevereiro, março, novembro e dezembro) com 33,5% e a época média com 34,0%.

Em 2023, os gastos totais ao estrangeiro por parte dos turistas neerlandeses registaram um crescimento de 19,6% face ao ano anterior após um aumento expressivo de 78,36% em 2023, e registam um nível superior ao observado em 2019 (+14,4%). O gasto médio diário no exterior foi de 126,8 USD.

Os gastos no exterior com o Transporte registaram a quota de mercado mais elevada (22,6%), seguido dos gastos com o Alojamento (21,1%), Intermediação das Agências de Viagens e Operadores Turístico Restauração (17,5%) e Restauração (12,3%). 

Dimensão do mercado em Portugal

Em 2023, os Países Baixos posicionaram-se como o 7.º mercado turístico da procura externa para o destino Portugal aferido pelo indicador dormidas (quota 4,4%) e ocuparam o 8.º lugar para o indicador hóspedes (quota 3,6%).

Nesse ano, as dormidas dos turistas provenientes dos Países Baixos em Portugal registaram um acréscimo de 1,3% e os hóspedes um aumento de 0,9% face ao ano anterior, totalizando 2,4 milhões de dormidas e 647,9 mil hóspedes, respetivamente. 

Relatório | Fluxos Turísticos para Portugal

Observa-se igualmente um acréscimo nas receitas turísticas em 2023, na ordem dos 9,1% face ao ano de 2022, que se situaram em 942,0 milhões de euros, posicionando-se no 8.º lugar com uma quota de 3,7%. Comparando o ano de 2022 face ao ano de 2019, antes da pandemia, os valores são superiores no s indicadores de hóspedes (+8,3%), dormidas (+0,6%) e receitas turísticas (+33,2%).

No indicador dormidas, o Algarve é o principal destino nacional dos turistas provenientes dos Países Baixos que visitam Portugal (46,5%), seguido da Grande Lisboa (19,9%), Madeira (13,4%) e Norte (9,4%).

Este foi o panorama verificado no final do ano de 2023:

Perspetivas

As projeções mais recentes do Comissão Europeia indicam que a economia dos Países Baixos registará um crescimento modesto de 0,2% em 2023, em resultado da atual conjuntura internacional ser desfavorável: conflito na Ucrânia, guerra no Médio Oriente e aumento dos custos energéticos e de outras matérias-primas e bens intermédios. Para 2024, perspetiva-se um crescimento na mesma ordem de grandeza de 0,4% e para 2025 o aumento será superior: +1,6%.

De acordo com a GlobalData, entre 2024 e 2027, as partidas internacionais dos turistas dos Países Baixos para o estrangeiro deverão crescer a um CAGR de 6,4%, para chegar a um total de 40,1 milhões de partidas em 2027. Os gastos dos turistas deste país no exterior deverão aumentar a um CAGR de 9,4% para o mesmo período.

Segundo as estimativas da OAG Scheludes Analyser, tendo por base a temporada de verão de 2023 comparativamente a 2019 para o período entre 1 de abril a 30 de setembro de 2023, foram o seguinte número de lugares aéreos disponíveis dos Países Baixos para os principais destinos europeus: Espanha 3 milhões de lugares (+14,7%), Reino Unido: 2,9 milhões (-12,0%), Itália: 1,6 milhões (-6,3%), Alemanha: 1,4 milhões (-11,7%), França: 1,05 milhões (-14,0%) e Grécia 950 mil (+54,2%).

Se compararmos a temporada de Inverno 2024 (entre 1 de outubro de 2023 a 31 de março de 2024) face ao período homólogo de 2019 prevê-se o seguinte número de lugares aéreos disponíveis dos Países Baixos para os principais destinos europeus: Reino Unido 3,0 milhões de lugares (+10,0%), Espanha: 2,4 milhões (+10,2%), Alemanha: 1,8 milhões (+5,0%), Itália: 1,6 milhões (+1,7%), França 900 mil (+9,0%) e Portugal: 650 mil (+ 15,2%).

De acordo com os dados da Forwardkeys, as previsões dos voos em termos de passageiros com origem no mercado francês para Portugal reportadas ao período de março a agosto de 2024, apontam para um crescimento de 26,6% face ao período homólogo anterior.

Notícias de mercado

CityBreaks no sul da Europa são popular os para os turistas dos Países Baixos durante a Páscoa

Dados do Skyscanner mostram que as capitais europeias continuam populares como destinos de city break durante o período de Páscoa. Os holandeses preferem destinos com voos de até 4 horas. Barcelona, Lisboa e Málaga são particularmente procuradas. De acordo com o Skyscanner,as reservas para Barcelona, Londres e Lisboa foram as mais frequentes. Istambul, Málaga, Roma, Milão, Valência e Madrid completam o top 10. Para alguns consumidores, escolher o próximo destino pode ser um desafio, o que também é evidenciado pelos dados do Skyscanner. Segundo o site, a maioria opta pela opção para qualquer lugar, que busca passagens aéreas baratas partindo de um aeroporto escolhido

11.03.2024 - www.reisbizz.nl

A indústria das viagens regista aumentos significativos nas reservas para as férias da primavera.

Durante as férias da primavera, que começaram este fim de semana na região sul, os holandeses estão a aumentar os seus hábitos de saída, impulsionando um aumento significativo nas reservas de viagens organizadas, em comparação com o ano anterior. Este aumento é particularmente evidente nas férias de pacote para destinos de desportos de inverno como Áustria e França, com um aumento de 10 a 20 % nas reservas, e para destinos de sol e praia, como as Ilhas Canárias, Curaçau e Cabo Verde, conforme observado pela TUI. Além disso, há um crescimento geral de 15 % nas reservas para este ano, incluindo as férias de verão, com destaque para a Grécia, que registou um aumento de 35 % as reservas em comparação com o ano anterior. Coríndon também observa um aumento de 20 % nas reservas de verão, retornando aos níveis pré-pandémicos, com destinos como Alana, no Egito, e Curaçau a atrair muitos turistas. Por outro lado, o Turismo e Convenções dos Países Baixos (NBTC) relatou um desejo crescente dos holandeses por férias no estrangeiro, enquanto a procura por alojamento no país diminuiu.

10.02.2024 - www.reisbizz.nl

71 milhões de passageiros aéreos em 2023, mas não um recorde histórico

Em 2023, cerca de 71,3 milhões de passageiros aéreos viajaram para e a partir dos cinco principais aeroportos dos Países Baixos, representando um aumento de mais de 16% em relação a 2022, mas ainda abaixo dos níveis pré-pandemia. Houve quase 506 mil voos comerciais, um aumento de 9% em relação ao ano anterior, enquanto o transporte de carga aérea diminuiu em quase 9%, para 1,4 milhões de toneladas. Apesar do aumento, o tráfego de passageiros aéreos permaneceu abaixo dos níveis pré-pandemia em todos os principais aeroportos dos Países Baixos, com exceção de Roterdão e Eindhoven.

06.02.2024 - www.cbs.nl

Publicações

Próximos Eventos

Sem próximos eventos
Susana Cardoso

Susana Cardoso

Coordenadora da equipa no mercado

Info.Netherlands@turismodeportugal.pt 0031703111002